quinta-feira, 24 de junho de 2010

"Bebo apenas socialmente!"

por Cleiton Heredia


Você já deve ter ouvido esta frase algumas vezes. Talvez até já a tenha utilizado quando questionado se faz uso de bebidas alcoólicas. Mas o que é beber apenas socialmente?

Para uns seria fazer uso do álcool apenas em algumas esporádicas reuniões sociais como uma festa de casamento, um aniversário ou um churrasco de fim de ano da empresa. Já para outros seria tomar umas cervejas com os amigos do trabalho no happy hour de sexta-feira, com a turma do futebol às terças-feiras, com o pessoal da faculdade nas quintas-feiras e com os amigos nas baladas dos sábados à noite.

A frase "Bebo apenas socialmente" não quer dizer nada, mesmo porque a pessoa pode beber apenas uma vez por semana com os amigos, mas quando o faz comete abusos e sempre acaba saindo meio torto.

Querendo passar a idéia de moderação em relação ao consumo de bebida alcoólica algumas pessoas se valem de uma outra frase clássica: "Eu bebo, mas sei quando devo parar". Bem, isto é também extremamente relativo, pois no meu caso sei que devo parar no meio copo de cerveja, enquanto outros, bem mais tolerantes ao efeito do álcool, podem achar que devam parar somente após a terceira garrafa.

Mas falemos de saúde. Será que beber apenas socialmente sabendo quando parar, ou seja, beber de forma moderada não traz prejuízos à saúde?

Alguns dizem que beber de forma moderada não faz mal à saúde e que pode até fazer bem. Aqueles que defendem esta tese costumam recorrer ao exemplo do vinho alegando que está cientificamente provado que um cálice por dia pode diminuir o risco de acidentes cardiovasculares. Aí o sujeito que não bebe um cálice de vinho todos os dias, quando vê uma garrafa quer logo tirar o atraso e acaba bebendo ela toda (como diria Robin, o menino prodígio: Santa ignorância etílica, Batman).

MAS ATENÇÃO PARA DOIS PONTOS MUITO IMPORTANTES:

1º) Aquelas pesquisas realizadas nos anos 1970 e 1980 que indicavam uma redução de 20% a 25% em riscos de doenças cardíacas devido ao consumo moderado de álcool estão sendo recentemente questionadas, pois a maneira com que aqueles estudos eram realizados não permitia que os pesquisadores dissessem com precisão que os resultados eram unicamente ligados à quantidade de álcool consumida.

2º) Segundo pesquisa publicada pela revista médica The Lancet, os benefícios trazidos pelo consumo moderado de álcool podem ser menores que os danos causados por essas doses. O cientista Rod Jackson, da Universidade de Auckland, que liderou uma pesquisa envolvendo consumo moderado de bebidas alcoólicas afirmou:

"Qualquer proteção gerada pelo consumo moderado de bebidas alcoólicas vai ser muito pequeno com relação aos malefícios. As pessoas não podem assumir que beber só traz benefícios para a saúde."

Portanto, com base nestas recentes descobertas, a Drª. Belinda Linden, da Fundação Britânica do Coração, adverte:

"Não podemos encorajar as pessoas a beber dizendo que isso faz bem para o coração, já que existem outros métodos mais seguros de prevenir doenças cardíacas."

2 comentários:

  1. Ricardo

    Se for em relação ao título do post...

    Eu também. E com uma ressalva, apenas Skol. Rs

    ResponderExcluir