segunda-feira, 1 de março de 2010

The House Of The Rise Sun - A Evolução de Uma Música

Cleiton Heredia

Você conhece esta música?


Em 1964 a banda The Animals do Reino Unido estourou nas paradas de sucesso com ela. Achei a letra desta música interessante e resolvi pesquisar suas origens.

Alan Price (organista do The Animals) diz que a música foi baseada em cantos medievais, passando por um Jazz clássico até chegar a suas novas versões. Porém, Eric Burdon (vocalista da mesma banda), diz que ela veio de um cantor da Nortúmbria (um reino anglo formado na Grã-Bretanha no início do século VII) chamado Johnny Handle.

Na verdade, o que se sabe de concreto é que um famoso cantor americano chamado Alger Alexander gravou uma música chamada "Rising Sun" em 1928, mas, com exceção de alguns acordes parecidos, a música é tão diferente que até nos leva a suspeitar se seria a mesma. Confira:


A versão mais antiga desta música foi gravada em 1933 por Clarence Foster com Gwen Foster em 1933, que dizia ter ouvido de seu avô, Enoch Foster. Logo abaixo você pode ouvir como era a melodia desta música naquela época na voz de Doc Watson & Clarence Ashley, que foi o segundo a gravá-la em 1934:


Em 1941, Woody Guthrie lançou esta versão um pouco mais animada:


Os anos se passaram e em 1961 o lendário guitarrista Bob Dylan gravou uma versão desta música que parece ter servido de referência para as demais versões que se seguiriam:


Dave Van Roke, amigo e apoiante de início de Bob Dylan, disse no documentário No Direction Home que a música não era original:

"Eu aprendera esta música pelos anos 50, com uma gravação de Hally Wood, o cantor e coletor do Texas, que pegara a música nos estúdios de Alan Lomax, gravado por uma mulher de Kentucky, Georgia Turner. Pus outro ritmo mudando os acordes e usando uma linha de baixo que descende em meio-compassos, uma comum progressão em Jazz, mas rara em cantos folclóricos. No início dos anos 60, a música se tornou uma peça assinada por mim, e eu dificilmente consegui sair do estúdio sem fazê-la"

Logo abaixo você pode conferir a versão de Georgia Turner, mencionada na declaração de Dave Van Roke acima, e constatar que o cara conseguiu "tirar leite de pedra":


Chegamos então à década de 60 com a banda The Animals, cuja versão, que se tornou mundialmente famosa e definitava, você já pode ouvir no começo desta postagem.

Os Beatles também cantaram sua versão desta música, mas achei que ficou uma droga e não fez juz a banda fantástica que foram. Veja se não tenho razão:


Em 1967 a banda de Detroit Frijid Pink (que muitos confundem com a versão de Pink Floyd) foram outros que gravaram a música, porém com as devidas distorções para o rock:


A versão da banda Pink Floyd tem um rock mais progressivo.


E então? Na sua opinião, qual a versão que mais lhe agradou?

4 comentários:

  1. Olá! Muito interessante seu espaço. Já estou seguindo.
    Bjos na alma!

    ResponderExcluir
  2. Como eu gosto dessa música... é demais.
    Tem uma versão que acho no mínimo curiosa: em japonês, por Chiaki Naomi.
    http://www.youtube.com/watch?v=8wydnzOt2OU

    Abraços e é bem legal seu blog.

    ResponderExcluir
  3. Fã de Bob Dylan é aquela coisa, né... Então, bem, a que mais gostei foi... A do Dylan! rs.

    ResponderExcluir
  4. Essa música é bem triste,gosto muito dela, adorei saber a história dela e conhecer as outras versões!

    ResponderExcluir